Julho 2012 « •My Mємσяιєѕ...•
Home Sobre o blog F.A.Q Contato Perfil completo Perfil do Twitter Página no Facebook Assine o Feed!

25 Fone de ouvido: use com moderação!

Quando você fala que vai ouvir uma música, garanto que a primeira preocupação dos seus pais deve ser com o uso do fone de ouvido, que as vezes é exagerado por nós, adolescentes. Não adianta se estressar ou discutir com a mamis, porque ela está certa: dependendo da sua escolha de fone de ouvido, você estará prejudicando - e muito - sua audição.

Na hora de comprar seu fone não valorize o "preço baixíssimo", pois assim como a maioria dos produtos, os fones de ouvido baratinhos são sempre os piores. Okay, às vezes alguns caros pacaramba também são ruins, mas aí você tem que se certificar de que a marca escolhida seja conhecida pela qualidade impecável - ou quase - de seus produtos né?!

Qual a intenção de uso do seu fone? Isso também influencia na hora da escolha. Se a sua intenção é a praticidade de ouvir música em qualquer lugar, como em caminhadas ou no bom e velho ônibus, os melhores modelos são os earbuds, os intra-auriculares e os supra-auriculares. Já para aqueles momentos em que você está no conforto da sua casa, nada melhor do que aquele meeeega fone mais conhecido como supra-auricular...mintchiiira, na real ele é conhecido mesmo como headset néam?!
Quer saber as principais diferenças entre eles? Então c'mon!

Earbud  - Esse modelo é o mais convencional EVER; aquele que vem junto com todos os celulares e o mais usado em MP3, IPods, IPhones e sei lá mais o quê! Ele é inserido na orelha mas fica loooonge do canal auditivo. Isso é bom porque, na teoria, não prejudicaria a audição, certo? Errado! Por ser o mais baratinho dos fones, ele não guarda a qualidade do som e este só fica "nítido" quando o volume está em nível altíssimo, por isso, o povo todo aumenta o volume e daí sim, acaba com problemas auditivos!

Intra-auricular - Não é tão bem aceito por algumas pessoas (mas eu amo!) por ser introduzido diretamente no canal auditivo; por conta disso tem um som mais nítido sem a necessidade de aumentar o volume até o ponto de não ouvir mais nada! É caracterizado principalmente pela ponta de silicone.

Supra-auricular / Headset - São aqueles meeeega fones que voltaram à moda nesse ano; eles são ÓTEMOS porque cobrem toda a orelha e graças a isso possuem maior isolamento acústico, fazendo com que a música seja ouvida em mais detalhes. Por seu tamanho enorme, é recomendado que não se use em momentos onde seja necessária praticidade.
Ahh! Mas tem uma diferença entre os fones supra-auriculares e os headsets: os supra-auriculares são apenas os fones; já os headsets são completos com microfone e controlador de volume; por isso são mais indicados para uso em lan-houses!

Infelizmente não tem como testar seu fone no ato da compra (se descobrirem um jeito, me avisem please?!), mas leia com atenção as informações da embalagem e tente comparar com os outros fones disponíveis na loja. Ao comprar, faça um teste com o fone ouvindo a sua música preferida, pois de acordo com o site Update Freud, você deve conhecer cada toque da música que mais curte e caso o fone apresente algum som estranho, ou deixe de reproduzir o toque de algum instrumento, você com certeza irá notar!


Pra você que comprou seu fone de ouvido e está com medo de ele ser ruim para a audição, fikdik: o fone só detona a sua audição se você não souber controlar o uso do queridinho! Basta regular o volume de um modo que você escute a música e os sons externos, além de ter o bom senso bááásico de ouvir com moderação, pois nós sabemos que usando fones de ouvido todo santo dia e por muitas horas ao dia, dá umas 99,99999% de chances de estragar sua audição! Isso é fato!
Eu preciso disso!
Curtiu as dicas? Então mostre esse post para a mamis (ou para o papis) e tente convencê-la de que o fone de ouvido não é tãããão ruim assim! Haháá
Fotos: WeHeartIt

15 Bullying contra fãs. Sim, isso existe!

Amor de fã talvez seja um dos mais complexos que existem. Ele nasce "do nada" (vendo um videoclipe na televisão, olhando uma foto do artista na revista ou na internet, ouvindo aquela música que a amiga indicou..) mas permanece de uma maneira que ninguém (nem a própria pessoa) consegue explicar. E ai de quem tentar falar mal do ídolo, que a fã enlouquece e desce o barraco no fiadamãe que tentar dizer alguma coisa! Haháá
Porém, quem não é fã de nenhuma banda e não entende esse amor descompromissado que uma pessoa assume por um ídolo, logo vem com aquelas clássicas frases de que "ele nem sabe que você existe", "desde que virou fã não pensa em mais nada", "que coisa mais inútil" e etc. Isso é chato pacaramba! E quem adora algum cantor(a), ator (ou atriz), apresentador(a) entre outros, sabe do que eu estou falando.


23 Como não amar Chandler Bing?

Eu sou doida por Friends, e acredito que vários leitores do blog também adoooorem o seriado que transformou - literalmente - os Estados Unidos. A partir de hoje, o blog inicia uma série de 6 posts (não diários) sobre "como não amar os personagens de F.r.i.e.n.d.s?"! Aqui, você vai conhecer uma biografia sem traços da Wikipedia: escrita por uma fã e direcionada para quem conhece ou quer conhecer os personagens que marcaram uma época.


E no primeiro post da série, vamos com o piadista do grupo (e o cara que eu gostaria muito de casar! Haháá): hoje é dia de Chandler, bebê!

Chandler Muriel Bing (interpretado por Matthew Perry) é o tipo do cara que, como ele mesmo cansa de dizer, "usa o humor como mecanismo de defesa". Filho de pais separados, sofreu na infância por ter um pai transsexual e uma mãe escritora de livros "indicados para maiores de 18". Nunca teve muita sorte com as mulheres por ser tímido e não se sentir bom o suficiente para chamar alguém pra sair. Seu melhor amigo é Ross Geller desde que se conheceram na faculdade e montaram uma banda juntos.
É do tipo sarcástico que tira sarro até da própria vida, mas apesar de não ser muito bom em mostrar sentimentos devido a sua criação conturbada, se revela um bom amigo com abraços e algumas palavras desajeitadas, porém claramente sinceras.
Seu único relacionamento "duradouro" nas primeiras temporadas foi com Janice, uma mulher extremamente irritante que é dispensada por Chandler umas 1000 vezes e acaba sempre voltando a encontrá-lo. Em um determinado momento do seriado, o coitadinho chega a pensar que talvez a sua única chance de ter um amor seja com Janice...e morre de medo de estar certo!
Graaaças a Deus ele acaba descobrindo que estava errado e na 4ª temporada se apaixona pela vizinha, amiga - e irmã do melhor amigo - Monica Geller, e enfim ele descobre que pode ser amado normalmente e nem tudo precisa ser tão difícil como sua infância foi. Os dois vão morar juntos e conforme F.r.i.e.n.d.s se desenrola, podemos perceber Chandler amadurecendo e querendo formar uma família; ele acaba até perdendo o tão conhecido "medo de compromisso", chegando a se casar e ter filhos - através de adoção - com Monica.
Mesmo após o casamento, uma coisa não muda: as desconfianças de que Chandler seja gay (graças a Deus não era...). Desde a primeira temporada os outros 5 amigos juram que ele tem um certo "jeito", o que é negado a todo momento, mas de nada adianta.
Ah! E uma última curiosidade: ele odeia seu nome do meio, Muriel, porque convenhamos, é um pouquinho estranho...=*


E aí povo? Curtiram a primeira mini-biografia da série "Como não amar F.r.i.e.n.d.s?"?? Espero que sim, e aguardem pelo próximo post, onde eu vou falar um pouquinho sobre...Phoebe Buffay!

17 O Vlog da Nostalgia

Há muito - MUITO - tempo eu venho dando uma olhada no Youtube, em uma procura desesperada por vídeos da TV Cruj, onde apareçam cenas do programa ou até mesmo pessoas comentando sobre ele, pois mesmo que já exista um certo conteúdo na internet, ainda é pouco para alimentar a minha nostalgia. Desde pequena eu sempre fui apaixonada pelo programa e já comentei sobre ele aqui no blog umas mil vezes (aqui - aqui - aqui - aqui).
Mas enfim, a alguns dias eu voltei ao Youtube e descobri um vídeo super divertido onde um guri explicava a história do programa e fazia um resumão de tudo que rolava no Comitê Revolucionário Ultra Jovem (eu ainda lembro!) de uma forma diferente de tudo que eu já tinha visto. Fui pesquisar mais vídeos parecidos e descobri que o tal cara, chamado Felipe Castanhari, tem um vlog chamado Nostalgia, onde ele e o amigo Fábio Pereira relembram vários clássicos que marcaram a década de 90.
Preciso falar que eu gritei na frente do notebook?
Foto por: e-xatamente.blogspot.com
Pelo vídeo abaixo, vocês podem imaginar o nível de alegria que 
dominou a blogueira que vos fala!
Além do Cruj, o canal também já relembrou sucessos da tv como Um Maluco no Pedaço e Chaves!



Os vídeos citados foram meus preferidos, mas adorei todos os assuntos abordados pelos vlogueiros e principalmente a originalidade da linguagem informal usada por eles nas gravações. Não é apenas mais uma Wikipedia em forma de vídeo, mas sim um entretenimento mega nostálgico, exatamente no nível que eu adoro!

Pra você que viveu a década de 90 e presenciou sua cultura, essa é uma ótima oportunidade de relembrar ícones de sua infância; e pra você que nasceu depois, não perca a oportunidade de conhecer o que bombava antes dos anos 2000!
Ah, e o melhor é que você pode dar seu pitaco nos assuntos escolhidos para a gravação do vlog: basta comentar no vídeo mais atual com o assunto que você ache mais interessante. Legal né?!

Não deixe de conferir os outros vídeos do canal (clicando aqui), que falam de Sonic, Doug, Pokémon, Castelo Rá-Tim-Bum entre outros! \Õ/
Twitter do Felipe Castanhari - Twitter do Fábio Pereira - Fã Page do canal Nostalgia no Facebook

20 [Tutorial] - Efeito Polaroid/Instagram nas imagens

Você é frustrada porque queria ter um celular com Android ou um IPhone para poder "Instagrar" por aí e não pode? Então você não está sozinha (ou sozinho..), porque eu também fico só no sonho do Instagram.
Mas o •My Mємσяιєѕ...• encontrou uma alternativa incrível, que vai deixar suas fotos com aquele efeito Polaroid, também conhecido por "efeito Instagram": o Pixlr-O-Matic!


O Pixlr-O-Matic é um editor de imagens online super fácil de usar, mas é em inglês e não tem nenhuma instrução de uso. Ou seja: em uma primeira visita pode rolar dúvidas e não custa nada fazer um mini tutorial sobre o site, já que ele é ÓTEMO!

6 I Like It: Marilyn Monroe X Audrey Hepburn

Mas aahhh! Francelle resgatando tags esquecidas do blog! E talvez os leitores mais assíduos do •My Mємσяιєѕ...• pensassem que o "I Like It" só colocasse bandas e cantores(as) em votação, mas nãããããão: o quadro hoje vai para o ramo das atrizes divas do cinema!
Marilyn Monroe - ou Norma Jeane - fez aproximadamente 32 filmes ao longo da carreira, e teria feito o 33º se não fosse sua polêmica morte (cujas 1000 teorias foram criadas para explicar). Construiu uma imagem de pin-up que a marcou desde a década em que se tornou sucesso - década de 50 - e era a mais desejada entre os homens de sua época, mas tanto sucesso na carreira não resultou em sucesso na vida de Marilyn: ela teve relacionamentos conturbados que incluíram um caso com o presidente dos EUA na época, John Kennedy. Um dos filmes mais conhecidos da atriz foi "O Pecado Mora Ao Lado", então assista ao trailer abaixo:
Audrey Hepburn se tornou conhecida através do filme "Bonequinha de Luxo", mas além da personagem Holly Golightly, o estilo comportado e a beleza da atriz foram os responsáveis pelo sucesso da garota nascida na Bélgica em 1929. Audrey fez em torno de 28 filmes, ganhou muitos prêmios e até hoje é considerada uma das lendas do cinema. Além de atriz consagrada, Audrey era embaixadora do Unicef e nos seus últimos anos de vida, parou de fazer filmes para ingressar em missões da Unicef, onde dava palestras e promovia concertos. Após sua morte, os filhos e um melhor amigo da atriz criaram um fundo de apoio às crianças (que existe desde 1994 até hoje) para continuar o trabalho de Audrey. No trailer abaixo, confira um pouquinho do mega sucesso "Bonequinha de Luxo", originalmente chamado "Breakfast At Tiffany's":
E aí? Qual das duas divas você prefere? Me desculpem, mas tenho que dar minha opinião: eu prefiro a Audrey Hepburn! Talvez seja porque o estilo dela tenha mais a ver comigo, ou porque ela tem a carinha mais fofa, ou ainda porque ela é muito chique e me lembra a Victoria Beckham em alguns momentos..mas enfim, ela é minha preferida! Pronto, faleei...rsrsrs

E vocês? Qual delas preferem? Votem muuuuuuito na enquete! \Õ/



AAh! Um UP no post pra homenagear o dia do amigo com a imagem
que foi pro Facebook e Twitter do blog hoje:


13 É hoje: Concurso Forever Young!

Primeiramente, quero pedir a ajudinha de vocês! O blog está concorrendo na categoria Variedades do meeega prêmio Top Blog 2012, e cada pessoa pode votar até 3 vezes (uma por e-mail, uma pelo Twitter e uma pelo Facebook). Please, quem curte os posts e acha que o •My Mємσяιєѕ...• deve vencer esse grande prêmio, me ajude com seus 3 votos! Basta clicar no banner do prêmio aqui do lado, na sidebar, e votar nos locais indicados! Desde já, obrigaada pela força meus amores! S2
Lembram do concurso que eu tinha anunciado há um zilhããão de anos, nesse post aqui? Bem, eu sou perfeccionista demais e ainda achava que dava para o site do CFY - sim, isso é a sigla do concurso! - ter ficado melhor. Mas até eu ter novas ideias e melhorar o site, já vai ter acabado o período de inscrições que eu planejei e daí ia ferrar com tudo. Entããão, é hoje que eu - finalmente - coloco esse concurso/meme no ar!

No site do concurso você encontra a ideia principal, o regulamento básico para participar, a relação dos prêmios para o 1º e 2º lugar e, é claro, o espaço para enviar a sua foto ou vídeo!

O porque de eu ter criado esse concurso? Bom, quem acompanha o blog sabe o quanto eu sou nostálgica assumida, e amo quando algum leitor comenta nos posts da tag "Área da Nostalgia" contando alguma coisa que viveu ou que curtia na sua infância. Além disso, a letra da música Forever Young - Alphaville - sempre me encantou por passar a ideia de que para ser jovem basta deixar a verdadeira juventude no coração, e nunca ficar parado como se tudo estivesse perdido. Em um daqueles 'estalos milagrosos', me dei conta de que a nostalgia que eu carrego no coração é algo que pode me manter jovem interiormente, pois a alegria que sinto em relembrar minha infância me faz ter momentos de extrema felicidade e realização!
E o que é a verdadeira juventude senão a felicidade e a realização interior? 


Concorda comigo? Então tire uma foto ou grave um vídeo mostrando algo que represente móóintoo a sua infância, e envie através do site oficial do concurso! As fotos serão expostas em uma página do site e colocadas em votação; as duas melhores ganham prêmios ótemoos e no final do concurso (lá em dezembro) TOODAS as fotos vão para um vídeo-homenagem e aparecem aqui no blog, no Facebook do blog, e no Facebook de quem quiser compartilhar! Haháá
Participe e mostre um pouquinho da sua infância, para que as novas gerações conheçam o que nos fazia feliz lá pelas décadas de 80, 90 e 2000!

22 Acordei Ouvindo: Zezé di Camargo e Luciano (???)

A tag "Acordei Ouvindo" estava sem atualizações a um certo tempo, e pra dar um UP na tag, resolvi trazê-la de volta na base da pôlêmycáá!! Haháá
Alguém aí curte música sertaneja - sem o 'universitário' okay? Só o sertanejo mesmo. Alguém curte? 
Eu não gosto muito, mas lá pra 2001 eu ouvia móóóintoo uma música desses caras aí do título (a música chamava "Sufocado") porque apesar de nem entender direito a letra, amava o ritmo e aquele toque de piano que era tão suave e fofo. Anos depois fui descobrir que quem cantava a versão americana original (chamada "Drowning") eram...os Backstreet Boys! Surtei geral, chorei de emoção, e não parei mais de ouvir a versão americana.
Acontece que, há alguns dias, achei no Youtube uma mistureba das duas versões e, acreditem, ficou bem legal! Não deu noutra: já acordei ouvindo!  

Ahh, essa versão misturada não é nada oficial; é apenas um vídeo-montagem muuuito bem feito por uma pessoa muito dedicada e com um editor de vídeos que eu gostaria de ter! XD

Pra quem também curte BSB, ou pra quem curte sertanejo, ou ainda pra quem ficou curioso..vale dar o play!

14 Quer ganhar um pen drive de 32Gb para trollar todo mundo?

Isso mesmo. Eu não errei a quantidade de Gb's ao escrever. Você pode ganhar um pen drive exclusivo da USB Memory Direct com "apenas" 32 Gb de memória. 

Não conhece a empresa?
A USB Memory Direct nasceu há mais de 10 anos nos Estados Unidos e é líder na personalização de pen drives destinados ao marketing de empresas, já que o acessório é tão útil na nossa vida 'internética'.
A empresa está chegando no Brasil agoriiiinha e para divulgar seus serviços, criaram a promoção "Amigo Inseparável" que pretende mostrar a relação mais humana e direta das pessoas com seus amiguinhos de toda e qualquer hora: os pen drives. A promoção estará no ar até o dia 31 de agosto, somente no Facebook, e para participar é mega fácil: basta curtir a página oficial da USB Memory Direct no Face, publicar (e compartilhar no seu perfil) uma foto bem criativa de você com seu pen drive no mural da página da empresa - juntamente com uma breve explicação de até 50 palavras sobre o porque do seu pen drive ser seu melhor amigo, e pronto! Já está concorrendo!
Mas antes de qualquer coisa, não deixe de conferir o regulamento da promoção clicando nesse link!
Além de marcar a chegada da empresa no Brasil, a promoção "Amigo Inseparável" é a primeira a ser direcionada exclusivamente aos jovens. Legal né?!
Os donos das 10 melhores fotcheenhas serão premiados com um pen drive Troll muito fofo, e (preciso falar de novo) de 32Gb!
Quem aí curte muuuito as tirinhas de memes e pirou ao saber dessa promoção? EEUU!

Eu sinceramente não sabia que existiam pen drives personalizados para empresas e o único que eu já tinha visto era um azul da PUCRS que é a coisa mais linda. Agora fiquei com uma séria vontade de ter um pen drive fofo desses com o nomezinho do •My Mємσяιєѕ...•. Vocês não acham que ficaria liiiindo demais?

Para fazer vocês babarem nos modelos lindos que a USB Memory Direct faz, deem uma olhadinha em alguns que me conquistaram: 
Detalhe para o pen drive abaixo, em formato de pulseira bate-enrola!

Quer ver mais? Acesse o site da empresa!

AAin, será que eles não querem vender pen drives para o povão não?! Eu ia adorar ter um desses de pulseirinha! 

Bem, espero que tenham curtido a dica - incrível - de promoção do post de hoje, e não deixem de participar okay?! Também estou colocando minha criatividade pra acordar e tentando tirar uma foto decente pra poder participar...e pra eu tirar uma foto boa, vai demoraaaar! Ainda bem que a promoção vai rolar até o final de agosto néam?! Hahááá...

19 Sim, eu adoro comédias românticas!

Tem gente que fala que as comédias românticas são melosas demais e chatas de assistir. Bom, eu não acho! E mesmo amando bons filmes de terror e alguns de drama, tenho dias em que só me animo se assistir uma comédia ou comédia romântica, daquelas bem fofas e com um final feliz que se percebe desde o primeiro minuto do filme. É, eu confesso! E tá explicado o fato de eu amar Titanic incondicionalmente. Opa, mas lá não tem final feliz...=*
Créditos: stylebubble.fashionsblogs.com
Mas hoje eu não vou comentar sobre o Meu Primeiro Amor - até porque esse filme é lindo, mas me deprime um pouco.. -, e sim sobre os três filmes fofos que eu assisti nos últimos dois dias: "Maluca Paixão", "Um Lugar Chamado Notting Hill" e "Quero Ficar Com Polly".

22 Anos 90 como inspiração dos looks de Jeremy Scott!

Há alguns dias atrás, estava dando uma olhadinha nas notícias e achei, no site da revista Veja, uma matéria muito legal falando sobre os anos 90. Nela, foi citado um desfile que aconteceu na Semana de Moda de New York em fevereiro desse ano: o desfile da coleção outono/inverno 2012 de Jeremy Scott, que tem como inspiração a moda da década de 90 e algumas de suas características. Preciso falar que eu surtei ao ver tendências antigonas voltando?
Além dos anos 90, a inspiração de Jeremy foram os anos 70, e para refletir as duas décadas, o estilista usou o colorido excessivo em arco-íris, as calças de boca larga, os conjuntos de hot pants + tops, o símbolo da paz, sem esquecer dos emoticons e mouses que representam a internet na época de sua expansão e, é claro, o personagem Bart do desenho Os Simpsons, clássico da época 'noventista' - existe essa palavra? - e assistido por todos os adolescentes e crianças da época.

Confira mais looks:

16 Layout novo, para nossa alegria!

AAAAhhh! Eu não falei que ia arrumar um tempinho pra fazer um layout novo nessas férias?! \Õ/


O post de hoje é bem rápido (até porque estou escrevendo às 22 horas e minha inspiração tá indo embora right now...rsrs) mas queria apresentar esse novo layout pra vocês. Ele ainda não tem um nome e eu só vou pensar direito nisso quando for colocar um print dele lá na página do Facebook, mas eu mudei várias coisas que estavam me dando agonia: a data de postagem que eu finalmente consegui colocar 'para fora' da área de posts, o favicon que estava feio pacaraamba, aquele roxo escuro da sidebar que me enjoou, a imagem de voltar ao topo que estava mal centralizada...enfim, MUITA coisa!

Para fazer essas mudancinhas eu contei com o help de tutoriais dos mais variados blogs, e eles estão todos citados lá na página de créditos. Também coloquei um cursor novo para quando se clica nos links (tirei do site Free Cursors 4U), mas ainda não sei se vou deixar esse frufru, tô na dúvida. O que acham?
Nas páginas internas pouca coisa mudou, e eu ainda vou pensar em outras coisinhas que possa ter esquecido porque quis atualizar tudo em um tempo recorde...que acabou chegando a umas boas 4 horas de blog fechado para reformas! #FAIL


AAh! Lembram de um concurso/campanha/meme que eu tinha falado há alguns posts atrás? Bem, ele não morreu congelado nesse invernão okay amores?! Eu estou montando um tipo de hot site pra ele e arrumando algumas regras de participação. Aliás, alguém sabe de uma boa empresa que aceite "patrocinar" o concurso?? rsrsrsrs...quero dar uns prêmios pra vocês! \Õ/
Enfim, em breve eu vou lançar o concurso "Forever Young" aqui e vou explicar melhor TUDINHO sobre ele!

Bom galera, além do layout novo, quero aproveitar o post pra agradecer a todos os fofos e fofas que comentaram no post anterior. Eu sou péssima em falar sobre amor, tenho vergonha aliás, e vocês foram tão fofos que eu estou pensando seriamente em abrir mais o meu coração aqui! Hahááá...
AAAhhhhh! Povo, obrigada por toodos os pensamentos positivos que vocês me mandaram naquela história de mudar de faculdade pra Jornalismo...aliás, eu CONSEGUI (!), acrediiitam??!! rsrsrsrs...

26 Sobre a hora certa de beijar

Bem, já começo o post deixando claro que eu não gosto muito de falar sobre esses assuntos de amor, mas o assunto de hoje é daqueles em que eu sinto necessidade de dar minha opinião aqui no blog, entendem?!
Provavelmente você, que está lendo esse post, já passou ou ainda vai passar por aquele momento tenso em que pensa sobre qual a idade certa para dar o primeiro beijo. Sei que a maioria dos leitores e leitoras do blog estão entre a faixa etária dos 12 aos 20 anos e é exatamente nessa fase que sair 'pegando geral' é visto como obrigação entre a maioria dos adolescentes. O que eu, particularmente, acho errado. Vou explicar porquê.

18 Uma música. Mil e uma versões!

Existem músicas que marcam uma geração ou duas, mas encontrar músicas que ficam eternizadas nas vozes de artistas das décadas de 30 até 2000, é bem mais difícil. Eu disse difícil, não impossível; "Somewhere Over The Rainbow" conseguiu esse feito histórico!


A letra fala sobre um mundo maravilhoso, onde pássaros azuis voam pelo céu, as pessoas se cumprimentam com muito carinho e todos os sonhos são possíveis. Utopia? Baboseira? Talvez alguns pensem assim, mas esse é o segredo da música que nasceu como trilha sonora de "O Mágico de OZ", em 1939, cantada primeiramente por Judy Garland.


Somewhere Over The Rainbow se tornou um símbolo do imaginário adolescente da época e Judy Garland acabou tendo que cantá-la em todas as suas aparições públicas. FOREVER! Haháá
Mas a música é conhecida realmente por conta das milhares de versões cover que ganhou: Celine Dion já cantava lá no início de sua carreira, The Ramones transformou a música em rock sem fazê-la perder a beleza, Beyoncé manteu o ritmo original, dando glamour à apresentação; e até mesmo os Beatles fizeram sua versão especial do sucesso.
A versão mais conhecida de Somewhere Over The Rainbow, ou apenas Over The Rainbow (como é chamada algumas vezes) é, sem dúvida, a do cantor hawaiano Israel Kamakawiwo'ole. Você pode nunca ter ouvido falar nele, mas deve conhecer essa versão pelo menos do filme "Como Se Fosse A Primeira Vez", onde a música foi trilha sonora:


No Brasil, a versão que mais bombou foi a de Luiza Possi, transformada em "Além do Arco Íris" e trilha principal da novela "Chocolate Com Pimenta"(TV Globo/2003). Além dessa, achei na internet uma versão em ritmo beeeeeem brasileiro - puxado pro MPB - cantada por Paula Fernandes e Michael Bolton. Pra quem curte uma MPB (que não é o meu caso..), vale dar o play lá no Youtube!
E essa é para os noveleiros (haháá):

Momento: ÓÓÓÓÓwwwwwn, fofuuraa!

Acredito que a versão mais recente seja a dos elenco de Glee. Over The Rainbow foi a última música cantada - brilhantemente - por eles no final da primeira temporada (pelo o que eu sei), e para encerrar o post, fiquem com essa versão cover "hollywoodiana"...
...e quem sabe qual será o próximo artista a regravar esse eterno sucesso?!

Related Posts with Thumbnails